economiacapixaba

Posts Tagged ‘Bandes’

A Contribuição do Bandes para a Economia Capixaba

In Desenvolvimento Capixaba, Uncategorized on 28/10/2012 at 23:57

Por: Aline Liquer Corrêa e  Mayara Lyra Bertolani – Graduandas em Economia pela UFES

Até a primeira metade do século XX, a economia capixaba apresentava-se estagnada, tendo seus índices de crescimento menor do que a média nacional. A partir dos anos 70, na direção da política econômica nacional, o Estado tomou um rumo distinto daquele existente até então. Nesse contexto, teve inicio a formulação do que veio a ser os “Grandes Projetos Industriais”, dando forma concreta à modernização econômica do Espírito Santo.

Desestrutura-se, portanto, um modelo primário exportador em função de um novo padrão de acumulação – o urbano-industrial. Com uma infraestrutura bem montada (transportes, comunicação, energia e portos), o Espírito Santo passou a viabilizar sua maior integração ao capitalismo nacional e internacional. Este fato marcou as grandes mudanças na economia com ampla diversificação em sua base produtiva, que de predomínio agroexportadora, passou a ser identificada a partir de um modelo econômico centrado em commodities industriais de produção em larga escala.

Leia o resto deste post »

Notas sobre a Gestão de Riscos no Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes)

In Crédito, Desenvolvimento Capixaba on 29/05/2012 at 12:15

Por: Érika Leal, Felipe Zanellato Coelho, Lucas Marchesi Grobério, Bruno Gomes Correa e Flavio Augusto Buge Zucateli

A relevância do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes) na liderança da gestão dos incentivos financeiros e fiscais já foi discutida anteriormente pelos autores (AQUI).

Os incentivos fiscais foram criados no último quarto do século XX como parte da estratégia de desenvolvimento do Estado do Espírito Santo e sua importância já foi reconhecida em trabalhos de diversos pesquisadores capixabas, como Rocha e Morandi (1991), Macedo (2002) e mais recentemente em Paixão e Salles (2011).

O Bandes foi criado em 1967, inicialmente com o nome de Companhia de Desenvolvimento Econômico do Espírito Santo (Codes), com a missão de atuar como principal instrumento de revitalização da economia capixaba. Em junho de 1969, a Codes foi transformada em Bandes, passando a ter atribuições e responsabilidades delineadas pelo Banco Central do Brasil. Após 40 anos, o banco continua exercendo sua função de forma bastante vigorosa, tendo ampliado seu leque de atuação na década atual.

Leia o resto deste post »